Como é visitar a Piazza dei Miracoli e os seus monumentos em Pisa, na Itália!

A Piazza dei Miracoli, um dos mais belos espaços da Itália, é o berço da arquitetura românica toscana e das esculturas renascentistas. O complexo monumental — Batistério, Catedral, Torre pendente e Cemitério — ensina sobre o ciclo da vida e a grandeza outrora de Pisa!

Encontre hotéis próximos a Torre de Pisa

É claro que Pisa tem muito mais para visitar e explorar. Porém, o coração da cidade é a Piazza Dei Miracoli, também chamada de Piazza del Duomo.

Ali está o Batistério de San Giovanni, a Catedral de Santa Maria Maggiore, a Torre Pendente e o Camposanto (cemitério).

O ambiente é bem diferente da maioria das praças italianas, que são pavimentadas e com fontes. A Piazza del Miracoli é um espaço aberto e amplo. Com muita grama verdinha. Estando as atrações alinhadas lado a lado com os muros do cemitério ao fundo.

Outros dois museus complementam a praça, o Museu dell’Opera del Duomo e o Museu delle Sinopie.

O mais interessante não são os monumentos em si, mas o que o conjunto deles nos diz: o ciclo da vida humana.

O Batistério, que representa o nascimento. A Catedral junto com a Torre de Pisa, que representam a nossa vivência no mundo. E o Camposanto, o fim do homem.

A Piazza dei Miracoli é o único local da Itália que traz reunido os três marcos da vida em um único espaço, legal não?

Piazza dei Miracoli: Construção e curiosidades

O surgimento da Piazza dei Miracoli seu deu com a construção da Catedral, iniciada em 1064.

Contudo, somente no final do século XIX, é que ela tomou a aparência que conhecemos hoje. Graças ao arquiteto e engenheiro italiano Alessandro Gherardesca.

Naquela época a cidade de Pisa era uma forte república marítima. Com um grande centro comercial e considerada uma potência econômica. Ou seja, dispunha de riquesas para construir os monumentos da grandiosidade que vemos na Piazza dei Miracoli.

Piazza Dei Miracoli

Piazza Dei Miracoli

A praça não está localizada no centro de Pisa, mas mais a noroeste. Isso porque, na época, a cidade estava em crescimento e escolheram um ponto com expansão, aonde já havia uma igreja menor.

Um lado da praça é fechado por muros. Os outros são rodeados por várias construções.

Então, quando você chega na Piazza Dei Miracoli, percebe que é um espaço “meio isolado”, com o Batistério, a Catedral e a Torre de Pisa centralizados.

Outra curiosidade é que muita gente conhece a Piazza dei Miracoli como o Campo dei Miracoli. Porém, na verdade, o Campo dei Miracoli é um espaço imaginário da história do Pinóquio, que enganado pelo Gato e pela Raposa, plantou ali as suas moedas de ouro.

Lembrando que todo o complexo da Piazza dei Miracoli, em 1987, foi declarado como Patrimônio da Humanidade, protegido pela UNESCO.

Cattedrale di Santa Maria Assunta

Foi com a Catedral de Pisa que o distinto estilo românico toscano nasceu. Sendo mais tarde também aplicado na Torre Pendente e no Batistério.

A arquitetura românica toscana era super inovadora na sua época. Ela trazia elementos de tradições árabes, lombardas, bizantinas e clássicas.

Fez sucesso muito na Itália, especialmente na região da Toscana. Um belo exemplo, é o Batistério de Florença inspirado nesse estilo.

A construção da Catedral se iniciou em 1064 e a consagração ocorreu em 1118.

Catedral de Santa Maria Assunta

Catedral de Santa Maria Assunta

Catedral de Santa Maria Assunta

Catedral de Santa Maria Assunta

A igreja foi idealizada pelo arquiteto Buscheto, que desenhou a planta original. Após isso, a fachada foi atualizada e a planta ampliada pelo arquiteto Rainaldo, que a terminou no final do século XII.

Infelizmente, no ano de 1595, houve um grande incêndio, o que resultou na destruição de grande parte do seu interior. Contudo, logo em seguida, a Catedral de Santa Maria Assunta foi restaurada e redecorada, quando as famosas portas de bronze foram instaladas.

Hoje a parte interna é ornada por diversas pinturas, quadros e obras de famosos artistas italianos. Composta ainda por mármore preto e branco e várias colunas de pedra.

É interessante destacar o púlpito ao estilo gótico feito por Giovanni Pisano, com painéis em relevo que retratam várias cenas da Bíblia. Ele é visto como uma joia da arte gótica italiana.

Vale lembrar que as obras mais valiosas de dentro da Catedral foram realocados no Museu dell’Opera del Duomo. Hoje é possível apenas ver as réplicas no interior da Catedral.

A parte externa é toda de mármore também, com faixas alternadas de cinza com branco e alguns mármores coloridos para decorar.

Catedral de Santa Maria Assunta

Catedral de Santa Maria Assunta

A Catedral de Santa Maria de Assunta é de tirar o fôlego. Simplesmente linda por fora, são tantos detalhes na construção para observar. Bem impressionante.

Aliás, é a igreja a principal “peça” que preenche a Piazza dei Miracoli.

Battistero di San Giovanni

A segunda construção da Piazza Dei Miracoli foi o Batistério de San Giovanni, o maior de toda a Itália.

Fundado em 1152, finalizou em 1180, supervisionado por Diotasilvi.

Em meados no século XIII, sob os cuidados de Nicola Pisano e seu filho Giovanni, houve grandes mudanças na estrutura, com a colocação dos bustos na parte externa e a criação do púlpito.

Batisterio San Giovanni

Batisterio San Giovanni

Um fato bem interessante é que com obras artísticas de Nicola e Giovanni Pisano, feitas para o Batistério, se deu início ao movimento renascentista nas esculturas, muito importante em toda a Itália.

O Batistério nada mais é que o local onde são realizados os batismos pela igreja católica. Ele foi construído nas mesmas proporções de tamanho, estilo, posição e material para entrar em harmonia com a Catedral.

O seu interior, não só é lindíssimo, como tem uma acústica bem peculiar. Como a abóbada é uma dupla cúpula, com formatos de cone e hemisférico, a construção se tornou um grande “instrumento musical”.

Por isso, a cada meia hora um atendente de plantão emite alguns ecos e notas musicas com a voz para demonstrar a reverberação — o efeito do som — no interior do monumento.

Torre de Pisa

A Torre de Pisa, também conhecida como Torre pendente, é um campanário que complementa a Catedral de Santa Maria de Assunta. Ou seja, a sua função é abrigar sinos para indicar a passagem do tempo e marcar eventos importantes (como casamentos e funerais).

A construção se iniciou em 1173 e levou cerca de dois séculos para concluir. Cinco anos depois do início das obras, em razão do solo instável e da má fundação, a Torre de Pisa já começou a inclinar.

Torre de Pisa

Torre de Pisa

No entanto, devido às batalhas da época, a construção da Torre ficou paralisada por praticamente um século. O que, por sorte, foi crucial para o monumento estar de pé ainda hoje, já que possibilitou o terreno sedimentar.

Ao longo dos anos, vários engenheiros e arquitetos participaram e contribuíram na edificação da Torre, sempre na tentativa de melhorar a inclinação.

A última reforma mais eficaz começou em 1990 e se estendeu até 2001. A inclinação diminuiu alguns graus— hoje em 3,97º — e estaria estável por mais 300 anos.

Torre de Pisa

Torre de Pisa

Vista de perto a Torre de Pisa é incrível. Ela tem quase 57 metros de altura, 7 sinos em seu interior, 7 andares e 296 degraus. A arquitetura é muito linda, todos os detalhes realmente impressionam.

É claro que o campanário ficou mundialmente conhecido por ser torto. Mas a beleza da torre com certeza contribui para ser um monumento tão icônico na Itália.

Camposanto

O Camposanto é o cemitério da Piazza dei Miracoli.

Ele está localizado atrás da Catedral, do Batistério e da Torre, fechado por uma longa parede de mármore.

Foi fundado em 1277 para acomodar as sepulturas que estavam espalhadas ao redor da igreja.

O local, também chamado de cemitério monumental, ganhou o nome de Camposanto porque um arcebispo trouxe em navios porções de terra diretamente do Monte do Calvário — considerada terra santa — para enterrar os mortos.

É no século XIV que o cemitério toma forma, sendo decorado com afrescos sobre Vida e Morte dos grandes artistas da época, Francesco Traini e Buonamico Buffalmacco.

Camposanto

Camposanto

Após, ao longo dos anos, vários outros pintores italianos contribuíram com obras de temas bíblicos.

Curioso que em algumas das pinturas mais importantes do Camposanto, como o Juízo Final e o Triunfo da Morte, se tem dúvidas sobre a autoria. Antes eram atribuídas a Francesco Traini, hoje para Buonamico Buffalmacco.

Atualmente, no Camposanto, só são enterrados os cidadãos membros da política, da igreja e figuras destaques da cidade. Inclusive, a última pessoa ali enterrada foi o Reitor da prestigiada Universidade de Pisa.

Durante o século XIX, todas as obras religiosas foram reunidas no Camposanto e vários novos túmulos criados. Por isso, acabou se tornando um monumento bem diferente e muito visitado por turistas.

Ele só foi perder popularidade no próximo século. Em razão dos danos sofridos pela Segunda Guerra Mundial – um bombardeio em 27 de julho de 1944 – e o crescente interesse na Torre de Pisa.

Devido ao bombardeiro, até hoje, gradualmente, as obras estão sendo restauradas e recolocadas no Camposanto.

Museo dell’Opera del Duomo

O Museo dell’Opera del Duomo, traduzindo significa o Museu das Obras da Catedral.

Ele foi inaugurado em 1986 para abrigar as obras que são consideradas o tesouro da Catedral, como os objetos litúrgicos medievais que sobreviveram ao incêndio de 1595.

Estão expostas ali as peças mais valiosas da Catedral de Santa Maria Assunta, já que na igreja encontramos as réplicas.

O museu também guarda várias esculturas, muitas delas removidas da Piazza Dei Miracoli durante as restaurações.

Museo delle Sinopie

Sinopias são desenhos em pergaminhos ou papéis traçados na primeira camada do gesso. Ou seja, rascunhos da criação dos afrescos.

Já o afresco é uma técnica de pintura em tetos ou paredes com cal, gesso, argamassa ou semelhantes enquanto o material ainda está fresco.

É chamado de sinopia o pigmento vermelho-amaronzado do rascunho. Ele é obtido por meio da argila ou da sinopita, um tipo de quarzto que contém óxido de ferro e produz a coloração avermelhada misturado em água.

Como as obras do Camposanto são afrescos, devido ao bombardeio ocorrido na Segunda Guerra Mundial, que provocou um incêndio no cemitério, sinopias bem conservadas foram descobertas com a retirada das pinturas das paredes.

Por isso, depois, os rascunhos/sinopias foram também removidos das paredes. Eles estão expostos no Museo delle Sinopie, aberto em 1979.

Museo Delle Sinopie

Museo Delle Sinopie

O legal de observar as sinopias é a possibilidade de admirar e analisar os desenhos preparatórios dos artistas, antes de concluírem as suas obras.

Só de curiosidade, o edifício que hoje abriga o museu era um antigo hospital chamado de Spedale di Santa Chiara. Foi projetado em 1257 pelo mesmo arquiteto do Camposanto, sofrendo duas reformas em 1970 e 2005.

Informações Práticas da Piazza dei Miracoli

A instituição que gerencia o complexo monumental da Piazza Dei Miracoli é Opera del Duomo de Pisa.

Como são vários monumentos num espaço só, é preciso prestar atenção nos horários e bilhetes de cada um. Veja como funciona:

Horário de funcionamento

Todos os monumentos estão abertos para visitação diariamente. Lembrando que a Piazza Dei Miracoli em si é um espaço público e não tem qualquer restrição de dia ou horário para visitá-la.

Bilheteria

Bilheteria

Infelizmente, o Museu dell’Opera del Duomo encontra-se fechado para reforma. Não foi divulgado quando será reaberto ao público.

  •  A partir de outubro até o meados de março, o Batistério, a Torre e o Museu Delle Sinopie funcionam das 9hrs às 18hrs ou 19hrs. A Catedral está aberta das 10hrs às 18hrs.
  • Desde o final do março até começo de outubro, o Batistério e o Museu Delle Sinopie funcionam das 8hrs às 20hrs. A Torre abre das 8h30min ou das 9hrs às 20hrs. A Catedral a partir das 10hrs às 20hrs.

Como os horários variam bastante, ao planejar o seu roteiro, dê um conferida no site oficial.

O horário limite para entrar nos monumentos é até 30min antes de fechar.

Preços dos ingressos

Os valores dos tickets são separados entre a Torre Pendente e os demais monumentos da Piazza dei Miracoli.

  • Torre Pendente: € 18,00
  • 1 monumento: € 5,00 (entre o Batistério, Camposanto e o Museo delle Sinopie)
  • 2 monumentos: € 7,00 (entre o Batistério, Camposanto e o Museo delle Sinopie)
  • 3 monumentos: € 8,00 (entre o Batistério, Camposanto e o Museo delle Sinopie)
  • Para a Catedral, a entrada é gratuita. Basta retirar o seu ingresso na bilheteria e ele terá um horário agendado.

Vale a pena fazer algumas considerações sobre os ingressos:

  • Eles podem ser adquiridos na hora na bilheteria da praça. Porém, nos meses mais movimentados, pode ter bastante fila.
  • Se você comprar um ingresso para qualquer monumento, a visita à Catedral continua sendo gratuita, mas sem horário fixo.
  • Para entrar na Torre Pendente há uma restrição de quantidade de pessoas por dia. Por isso a venda dos ingressos é limitada.
  • Crianças menores de 8 anos, ou até 18 anos desacompanhadas de um adulto, não são permitidas entrar na Torre de Pisa.
  • Não há valores reduzidos para a Torre Pendente. Somente pessoas que acompanham os visitantes com deficiências, devidamente comprovados na bilheteria, poderão ter entrada gratuita.
  • No Batistério, Camposanto, Museo delle Sinopie e Museo dell’Opera Del Duomo, além da situação exposta acima, crianças menores de 11 anos, acompanhadas de adulto, não pagam.

Compre o seu ingresso para evitar filas da Torre de Pisa

Compre o seu ingresso para evitar filas no Batistério, Camposanto e Museo delle Sinopie

Como chegar

Conseguir chegar na Piazza Dei Miracoli é super tranquilo.

A cidade é bem atendida por transporte público. Além disso, também há opções de ir a pé ou de carro.

  • Vindo da Estação Central: na frente tem vários pontos de ônibus, pegue o LAM ROSSA e pare na via Cammeo/Piazza Manin, caminhe em torne de 7 minutos e chegou na praça. Mapa.
  • Vindo da Estação Central: se você quiser pode ir passeando pela cidade até chegar à praça. Foi a rota que eu escolhi e valeu muito a pena. Deu para explorar Pisa e terminar o dia na Piazza dei Miracoli. A caminhada dura cerca de 25 minutos. Mapa.
  • Vindo da Estação Pisa San Rossore: essa estação fica muito próxima da praça. É uma ótima opção para quem quer começar a visita por lá e depois seguir até a Estação Central, ou a rota inversa. Na minha segunda visita fiz esse trajeto. Então, desça na Estação Pisa S. Rossore, saia pela passagem subterrânea onde há indicado como a direção para Torre. Siga em frente e voilà, chegou! Mapa.
  • Vindo de carro: para quem estiver de automóvel a melhor forma é utilizar o GPS do ponto em que você estiver. Próximo à Piazza dei Miracoli, tem um estacionamento gratuito na Via Pietrasantin, há 15 minutos a pé. Mapa. E dois pagos bem pertinho do monumentos. Mapa.

 

Então, depois de descobrir um pouco da história sobre cada monumento da Piazza dei Miracoli, você vai ver que a visita se torna muito mais especial. Ainda mais se tiver a sorte de ser um lindo dia de sol.

Não deixe de colocar a Piazza dei Miracoli no seu roteiro de viagem à Itália, é inesquecível!

Dúvidas?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.